Trabalhador não vai mais ter folga em feriado em dia de semana

Um feriado que caia durante a semana agora pode ser tranferido para outro dia, para uma sexta, uma terça, uma quarta ou até mesmo um sábado. Isso depende do interesse da empresa, do funcionário e de um acordo estabelecido entre o patrão e o empregado.

Sabe o feriado do próxima dia 15, que comemora a Proclamação da República e cai no meio da semana? Pois, com a reforma trabalhista, o funcionário poderá trabalhar na quarta-feira, 15, para folgar na sexta-feira, 17, emendando com o final de semana.

Em tese, a regra já podia ser adotada pelas empresa. Mas a mudança, agora, é que a nova CLT, o texto da reforma trabalhista que entrou em vigor, trata exclusivamente do tema. Com isso, tudo pode acontecer com o feriado que cair durante a semana. Mas, conforme explica Renata Cabral, sócia do escritório Crivelli Advogados Associados, é necessário que haja acordo coletivo entre os funcionários da empresa.

Muito discutido desde os projetos iniciais da reforma, esse ponto é o chamado “acordado sobre o legislado”, quando há negociação entre empresa e trabalhadores. Ao final, prevalece o que for melhor para ambas as partes. http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=99160&po=s

Vem aí a CPI da Globo

: <p>Rede golpe de televisão</p>

Para o jornalista Esmael Morais, o "k-suco ferveu para o lado da Globo" uma vez que, segundo a revista Veja, o pagamento de propina para a Fifa visando a obtenção do direito de transmissão exclusiva de jogos renderá uma CPI no Congresso.; Michel Temer acredita que é a hora da vingança contra a emissora dos Marinhos que tentou derrubá-lo várias vezes;  comissão de investigação une, ineditamente, oposição e situação;  PT, por exemplo, disse que a Globo age como um organização criminosa e pediu providências à Procuradoria Geral da República . BR 247

Saiba quem é Paulo Pedrosa, que cedeu ao lobby da Shell

: <p>Secretário-executivo de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, ministro do Comércio da Inglaterra, Greg Hands, e ministro de Minas e Energia do Brasil, Fernando Coelho Filho</p>

Engenheiro Paulo Pedrosa, escolhido pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, para ocupar a Secretaria-Executiva da pasta e responsável por atender ao lobby das multinacionais do setor de petróleo que resultaram na eliminação das exigências de compra de conteúdo local da indústria nacional, flexibilização das exigências ambientais e isenção de impostos de quase R$ 1 trilhão, já atuou pelo interesse de outros grupos ligados ao setor energético, como a ABRACE; "Diplomáticos britânicos descreveram o enfraquecimento dos chamados requisitos de conteúdo local como um "principal objetivo" porque a BP, a Shell e o Premier Oil seriam "beneficiários britânicos diretos" das mudanças", diz matéria do The Guardian sobre a atuação do lobby inglês no setor de petróleo brasileiro. BR 247

“O golpe tem três eixos: retirar direitos, entregar riquezas e proteger corruptos”

:

Presidente do PT do Distrito Federal, a deputada Erika Kokay (PT-DF), concedeu entrevista à TV 247, e afirmou que a agenda fundamentalista do Congresso, que ela tem combatido de forma corajosa, é uma consequência lógica do golpe de 2016; "O golpe tem um DNA fundamentalista. Esse processo tem três eixos: a retirada de direitos, a entrega de riquezas nacionais e a proteção aos políticos corruptos", diz ela; na entrevista, ela fala da importância dos bancos públicos e da necessidade de se proteger o patrimônio nacional, diante da agenda neoliberal que vem sendo coloca em marcha por Michel Temer; "Vender as usinas do sistema Eletrobrás afronta totalmente a segurança nacional. E acabar com os bancos públicos retira qualquer perspectiva de retomada do desenvolvimento". BR 247

Temer deveria homenagear laranjas e bananas, diz Maria do Rosário

Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil: Brasília – O presidente da República em exercício, Michel Temer, e as ministras de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci, participam da abertura do Fórum Mundial de Direitos Humanos (FMDH), entre outras autor

Deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) usou as redes sociais para criticar o envolvimento da cúpula do PMDB nos seguidos escândalos de corrupção visados pela Lava Jato; segundo ela, Temer deveria homenagear os "laranjas' que ajudaram a lavar recursos ilegais em campanhas do PMDB bem como os "bananas" que apoiaram o golpe; "PMDB deveria fazer saudação pra "laranjas", por serviços prestados aos líderes. Ou então aos "bananas" q apoiaram o golpe e tão se lascando", postou no Twitter

Mulheres negras acumulam piores indicadores sociais no Brasil

Arquivo/Agência Brasil:

De acordo com o Disque 180, as mulheres negras representam 58,8% das vítimas em casos de violência doméstica; elas também são 65,9% das que sofrem com a violência obstétrica, como aponta a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz; já o Ministério da Saúde mostra que elas morrem mais em decorrência do parto: são 53,9% dos casos; as mulheres negras também enfrentam desigualdade no ambiente de trabalho; segundo o IBGE, o rendimento médio delas é de R$ 800 ao mês; já homens brancos chegam a ganhar quase o dobro: R$ 1.559. BR 247

Sakamoto: Brasil aplaude trabalho infantil se ele fizer sucesso na TV

Reprodução | Divulgação:

Jornalista Leonardo Sakamoto avalia as dificuldades de se combater o trabalho infantil quando as crianças se encontram em programas de auditório, telenovelas, espetáculos, desfiles de moda ou jogando futebol; "O trabalho infantil artístico e esportivo é tema polêmico. Logo de cara, parte da população assume facilmente o discurso do ''melhor estar trabalhando do que vagabundeando na rua'' – como se o destino de nossas crianças tivesse que obedecer a esse binômio. Além do mais, grande parte da sociedade tende a ver com simpatia o fato de seus filhos e filhas tornarem-se 'famosos' desde cedo, mesmo em detrimento à sua formação"BR 247

Futuro ministro das Cidades foi aliado de Cachoeira

Alex Ferreira / Câmara dos Deputados: <p>Alexandre Baldy</p>

O deputado federal Alexandre Baldy (GO), escolhido por Michel Temer para comandar o cobiçado Ministério das Cidades e seu gordo orçamento, é apontado por relatório de uma CPI como tendo participado de esquema comandado em Goiás pelo empresário dos jogos de azar Carlos Cachoeira; com base em gravações telefônicas da Polícia Federal feitas na Operação Monte Carlo, Baldy é protagonista de um capítulo do relatório final da CPI que em 2012 investigou o caso, sendo classificado como colaborador "da organização criminosa". BR 247

Lula vai ao STF para garantir absolvição de Marisa

Ricardo Stuckert/Instituto Lula: <p>lula marisa</p>

A equipe de advogados do ex-presidente Lula vai usar decisão do STF para garantir a absolvição da ex-primeira-dama Marisa Letícia, negada pelo juiz Sérgio Moro; advogados do ex-presidente Lula vão usar decisão da presidente da corte, Cármen Lúcia, para defender a absolvição sumária da ex-primeira-dama Marisa Letícia no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região); o julgamento foi marcado para esta terça (21)

Noblat vê Aécio como meliante e diz que precedente salvou Picciani

: <p>Noblat</p>
<p> </p>

O jornalista Ricardo Noblat criticou duramente a decisão da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) de liberar o presidente da casa, Jorge Picciani e e os deputados Paulo Melo e Edson Albertassi, do PMDB, presos e acusados de receber milionárias propinas; o colunista aponta a semelhança do caso carioca com o do senador Aécio Neves; "O que valeu para devolver o mandato ao senador Aécio Neves, e livrá-lo do recolhimento obrigatório noturno, passou a valer para qualquer parlamentar. Meliante federal é igual à meliante estadual", escreve BR 247

Executivo envolvido em escândalo de propina da Globo é assassinado


O executivo Adolph Lagos, vice-presidente de telecomunicações do grupo mexicano Televisa, foi assassinado neste domingo, quando viajava de bicicleta por uma rodovia do Estado central do México, informou hoje o Ministério Público do país.
A mexicana Televisa, assim como a rede Globo, foi acusada por Alejandro Burzaco, ex-chefe da companhia de marketing esportivo Torneos y Competencias, de ter pagado propina à Fifa para garantir a transmissão das Copas do Mundo de Futebol

Lagos, de 69 anos e ex-diretor do Banco Santander, está viajando de bicicleta na estrada que conduz às pirâmides de Teotihuacán quando ele foi ferido por armas de fogo por estranhos e levado para um hospital "onde infelizmente morreu", disse o Ministério Público do Estado do México.

Lagos, sobrinho do lendário banqueiro mexicano Enrique Espinosa Yglesias, ocupou o cargo de vice-presidente corporativo de telecomunicações da Televisa desde 2013 e da administração geral do sistema de televisão a cabo Izzy.

As informações são de reportagem do Infobae.

Confira abaixo uma reportagem da Reuters sobre o escândalo de corrupção da Televisa e da Globo:

Uma testemunha da acusação no julgamento por corrupção de três ex-dirigentes do futebol testemunhou nesta quarta-feira que o mexicano Grupo Televisa e a brasileira Globo participaram de uma propina de 15 milhões de dólares para um executivo da Fifa para assegurar direitos midiáticos para as edições de 2026 e 2030 da Copa do Mundo.

Alejandro Burzaco, ex-chefe da companhia de marketing esportivo Torneos y Competencias, testemunhou por um segundo dia em um tribunal dos Estados Unidos, acrescentando detalhes ao testemunho de terça-feira de que Televisa, Globo e Fox Sports estavam envolvidas nas propinas.

Governo derruba em 99% intercâmbios com o fim do Ciência sem Fronteiras

LULA MARQUES: <p>Brasília- DF 16-06-2016 Presidente interino, Michel Temer e o ministro da educação, Mendonça filho anunciando prorrogação do FIES. Foto Lula Marques/Agência PT</p>

Com o fim do Programa Ciência sem Fronteiras, a quantidade de intercâmbios entre alunos de graduação das universidades públicas brasileiras despencou; sem a ajuda do Ministério da Educação (MEC) desde julho de 2016 e em meio à crise econômica, as instituições de ensino federais e estaduais reduziram em até 99% o número de alunos enviados ao exterior até o ano passado; para especialistas, esse dado representa não só uma perda de experiência acadêmica para os estudantes, mas também um prejuízo para a formação científica no País. BR 247

REQUIÃO AVISA A SHELL: A NEGOCIATA DE VOCÊS COM TEMER VAI CAIR

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) postou um vídeo duríssimo na noite deste domingo, em que comenta a denúncia sobre como o governo inglês fez lobby para mudar a lei do pré-sal, reduzindo as exigências ambientais, de conteúdo nacional e também isentando as multinacionais do petróleo de impostos, numa renúncia fiscal que chega a R$ 1 trilhão; "Negociar com este governo que aí está é melhor do que vender cocaína. Mas que saibam os ingleses. Vocês compraram mercadoria roubada e, a partir desta semana, o Senado vai agir", diz ele; documentos confidenciais comprovam que o ministro do comércio britânico, Greg Hands, fez lobby junto ao secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, para que as multinacionais Shell e BP fossem favorecidas. BR 247

LULA CRIOU E TEMER QUER ACABAR COM PROGRAMA DE DISTRIBUIÇÃO DE REMÉDIO


Depois de anunciar a proibição de novos cursos de medicina pelos próximos cinco anos, o governo de Michel Temer segue atacando a saúde dos brasileiros; a próxima vítima é o programa Farmácia Popular, criado em 2004 pelo ex-presidente Lula, que garante a distribuição de medicamentos gratuitamente ou com até 90% de desconto, beneficiando sobretudo para as populações mais pobres; após fechar cerca de 400 farmácias da rede própria que mantinha no programa, o governo quer agora mudar o modelo de pagamento para farmácias particulares credenciadas; representantes do setor e sanitaristas dizem que as novas propostas colocam o programa em xeque e podem inviabilizar o programa. BR 247

Lula exalta candidatura de Manuela D'Ávila e união entre PT e PCdoB



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou neste domingo (19) do 14º Congresso do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), em Brasília. Lula iniciou sua fala expressando a gratidão histórica que tem pelo partido, desde a aliança com o líder João Amazonas. "E eu sou o primeiro a achar que todo partido político tem direito a ter um candidato. 
A deputada gaúcha Manuela D'Ávila se apresentou no início do mês como pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB. O ex-presidente Lula também tem declarado disposição a disputar a candidatura dentro do PT. Lula disse em Brasília que PT e PCdoB construíram muito juntos e que a relação continua, independente de candidaturas. "Querida Manuela [D'Ávila], não pense que o fato de você ser pré-candidata cria alguma rusga entre nós, pelo contrário. Continuamos juntos e companheiros. Salve o PCdoB!"
O ex-presidente também falou sobre os desafios ao futuro do país. "Éramos contra o impeachment, e ele aconteceu. Éramos contra a reforma trabalhista, e ela aconteceu. E agora a Previdência. Se não tomarmos cuidado, ela vai acontecer. Mas, quando esse governo é fraco e a fraqueza dele faz com que ele se submeta aos interesses do mercado e faz tudo que ele quer, o Congresso consegue aprovar numa rapidez que nunca vi. Eles sempre disseram que era preciso desmontar a CLT, sempre disseram. Vocês já sabem que a gente está voltando quase à escravidão. Estamos fragilizados na luta. Os congressistas que estão votando para desmontar não têm compromisso conosco".
Para Lula, o mais importante é o compromisso com o futuro do país. "Eles não são governantes, são usurpadores. Eles não têm compromisso com o povo brasileiro. Eles estão acabando com a soberania e nós temos que reconquista-lá. E com coragem, vamos para rua juntos!"
Bloqueio de bens
Lula também comentou a recente decisão do Ministério Público de pedir o bloqueio de 24 milhões de reais, mesmo sabendo que eles não existem. "Agora mesmo um cidadão apresentou um pedido de bloqueio de R$ 24 milhões meus. Mas ele não teve a decência de dizer que eu não tenho esses R$ 24 milhões". 

O ex-presidente já teve seu sigilo bancário quebrado e publicado ostensivamente na imprensa, bem como o de seus filhos. "Essas pessoas foram na minha casa, na casa dos meus filhos, levantaram o colchão, abriram a tampa do exaustor e não acharam um real. E isso eles não mostraram".

João Amoêdo, fundador do Partido Novo, será candidato a presidente da República



O banqueiro e fundador do Partido Novo, João Amoêdo, será o candidato da legenda à Presidência da República nas eleições do próximo ano.
A informação foi dada neste final de semana pelo presidente do PN, Moisés Jardim.
Amoêdo, em evento no Rio de Janeiro durante o lançamento de sua candidatura, disse: “Eu não acredito em salvador da pátria, acredito em time”.
Em seguida, perguntou à platéia que o assistia: “Estamos juntos nesse negócio?”. Ou ouvir a resposta “sim”, continuou: “Precisamos estar obstinados e conscientes do caminho até lá”. Por Inaldo Sampaio

FBC: “Sou candidato a governador e vou ganhar a eleição”,


Resultado de imagem para Fernando Bezerra Coelho

Fernando Bezerra Coelho está convencido de que irá ao segundo turno com Paulo Câmara
O senador Fernando Bezerra Coelho informa à coluna que após demorada reflexão sobre o cenário político estadual para 2018, decidiu: “Sou candidato a governador e vou derrotar esse governo (Paulo Câmara) por muitos votos”. Foi a primeira vez nos últimos 60 dias que o senador assumiu-se claramente como candidato ao Palácio do Campo das Princesas, sem embargo do diálogo mantido com outras forças políticas da Oposição a exemplo do senador Armando Monteiro, do ministro Mendonça Filho e do ex-ministro Bruno Araújo. Ele nota disposição em Armando no sentido de concorrer pela segunda vez ao Governo do Estado, percebe Mendonça na expectativa de compor a chapa de Alckmin como representante do DEM na região Nordeste e vê interesse em Bruno Araújo no sentido de disputar uma vaga de senador. Por esse motivo, pretende repetir a mesma estratégia utilizada por Eduardo Campos em 2006: pé na estrada para chegar ao ano da eleição tendo visitado praticamente todos os municípios pernambucanos. O senador se convenceu de que a eleição será em dois turnos e que os finalistas serão ele e Paulo Câmara. No segundo turno, que será nova eleição, o processo se encarregaria de reunir todos contra o governador – de Marília Arraes a Antonio Campos, de Armando Monteiro a Bruno Araújo, de Mendonça Filho a Humberto Costa, passando ainda por Raul Jungmann, Elias Gomes, João Lyra Neto, Sílvio Costa, Joaquim Francisco e Priscila Krause.
Vitória política
Questionado sobre a disputa político-jurídica com Jarbas Vasconcelos pelo controle do PMDB estadual, Fernando Bezerra Coelho respondeu: “Nossa defesa está bem encaminhada, mas politicamente isso já está resolvido! O partido é nosso. No entanto, mesmo que a gente perca na justiça, a direção nacional irá reunir-se no próximo dia 17/12 e dará a palavra final em nosso favor”.
Conselho – Segundo Fernando Bezerra, Jarbas e Raul Henry alegaram em suas ações que só quem pode intervir em diretórios estaduais é o “conselho político” do PMDB, órgão que nunca se reuniu e que foi extirpado do estatuto do partido em 2014. “Portanto, o estatuto que vai valer é o que a direção nacional disser que vale”. Coluna Fogo Cruzado

Dilma chama propaganda do PMDB de “machista e vulgar”


dilmasul21

Dilma Rousseff divulgou, à noitinha, nota onde classifica a notícia comentada ontem, aqui, de que o PMDB vai veicular propaganda onde diz que o governo, quando ela presidido por ela, preocupava-se “com a mandioca” em meio à crise econômica. A ex-presidente diz que a propaganda do partido de Temer usa de “deboche e com insinuação de duplo sentido”  e que tem o caráter do governo golpista: é mal-educada, grosseira  e vulgar.
Leia a nota de Dilma:
A ser verdade o que está sendo noticiado hoje pelo UOL e por outros veículos de informação, o governo golpista vai agredir o Brasil, esta semana, com mais uma demonstração de seu baixo nível político e cultural. Uma peça de propaganda eleitoral feita em nome do governo que cometeu o golpe contra a democracia e hoje faz o país retroceder de maneira devastadora foi produzida para ofender a mim e ao meu partido.
Se não recuar de sua decisão, o governo golpista vai citar, em tom de deboche e com insinuação de duplo sentido, uma fala feita por mim na abertura dos Jogos Indígenas, em 2015, quando fiz referência à principal fonte de alimentação dos índios, que acabou sendo adotada por toda a população brasileira, tornando-se um símbolo de nossa culinária. O vídeo da propaganda política, que vazou à imprensa, confirma o machismo e a misoginia de um governo que deprecia as mulheres e as populações indígenas.
Esta propaganda tem o caráter do governo golpista. É mal-educada, grosseira  e vulgar. É machista e racista. Mostra desconhecimento sobre a cultura e a história do Brasil. Mostra ignorância sobre fato histórico: durante parte do período monárquico, a riqueza e o poder da elite brasileira eram calculados pela extensão das áreas cultivadas com mandioca pelos fazendeiros.
O governo golpista não conhece história. Conhece o ódio e tem como método e traço de caráter o desrespeito, a agressão pessoal e a insensibilidade com os valores do pais. Quem rompe com a democracia e perpetra, à traição, um golpe contra um governo eleito, já perdeu a dignidade e a ética. Comprovadamente, não tem dimensão política para governar um país da importância do Brasil. POR FERNANDO BRITO

Não querem bloquear dinheiro de Lula, querem bloquear milhões de votos

24mi
Lula disse hoje, no Congresso do PC do B, que deveriam “ter a decência de dizer onde tenho R$ 24 milhões”, referindo-se ao pedido do Ministério Público à Justiça Federal para que lhe fossem bloqueados – e a seu filho – bens neste valor.
A questão, óbvio, é que não há o dinheiro – ou outros valores – que o MP pede para bloquear. Isso não vem ao caso, até porque o sigilo bancário de Lula e de sua família estão quebrados há séculos.
A questão é que as medidas judiciais estão sendo pedidas – e, não raro, concedidas – com evidente finalidade de propaganda política.
O objetivo é criar a suspeita, para muitos a convicção, de que Lula tem este patrimônio.
Cria-se o bitcoin judicial, a moeda virtual  do Ministério Público que compra desprestígio político e que, portanto, compra mentalmente votos para outro candidato.
A rigor, o mecanismo de bloqueio de bens de um acusado deveria ser o mesmo que alguém que busca reparação indenizatória é obrigado a acionar: indicar bens à penhora, até porque, neste caso, o poder de estar informado do que esta pessoa possui é pleno para ambos, MP e juiz.
O MP não indica nada, porque não tem nada a indicar.
Tornou-se uma máquina de exploração política que não tem de explicar nada, apenas aponta o dedo e isso basta.
Ninguém o controla, ninguém o regula,  ninguém o julga.
O juiz? Ah, o juiz quando não está na mesma, borra-se de medo de sair assim nos jornais:
“Juiz rejeita bloquear R$ 24 milhões de Lula.”
Não importa que os R$ 24  milhões não existam em bens ou dinheiro: o doutor os “liberou” para Lula.
São a moeda da convicção. POR FERNANDO BRITO 

POR FERNANDO BRITO: Pagamento à vista: Maia põe Previdência a ser votada dia 6


maiatemer

Um dia depois de ver seu aliado Alexandre Baldy ser conduzido ao cofre do Ministério das Cidades (leia-se, a Caixa Econômica Federal), o presidente da Câmara pagou à vista o favor de Michel Temer e combinou colocar em votação, no dia 6 de dezembro, a reforma da Previdência.
Temer, foi à casa de Maia, entregar o presente e recebeu o “muito obrigado” da data.
Mas é só.
Maia, a torcida do Corinthians, a do Flamengo e todas as outras abem que não há os 308 votos para aprovar a reforma.
Já não havia há seis meses, antes de Joesley Batista e com o PSDB sacudindo bandeirinhas pró-Temer.
Ninguém quer Temer mais forte em 2018, exceto ele próprio.

Também se pode estender tapetes vermelhos para o cadafalso.

Lula diz que chamará referendo sobre reformas econômicas

ENCORE
A entrevista do ex-presidente Lula ao jornal francês  Le Monde, num resumo feito pela Rádio França Internacional:
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz em entrevista publicada na edição deste domingo (19) do jornal francês Le Monde que está pronto para reassumir o poder na eleição presidencial de 2018. “Ainda posso ajudar os pobres”, afirma o petista, acrescentando que, se for eleito, irá organizar um referendo para “consultar o povo” sobre as reformas econômicas.
Questionado sobre a origem da crise no Brasil, Lula afirma que tudo começou em 2013, quando manifestantes tomaram as ruas para protestar contra a organização da Copa do Mundo e as políticas de inclusão social do governo.
Favorito nas pesquisas para a eleição de 2018, sublinha Le Monde, o ex-presidente reconhece que sua sucessora, Dilma Rousseff, assim como ele, cometeram um “erro gravíssimo”. “Dilma disse que não faria reformas, mas depois ela fez ajustes que atingiram os trabalhadores, dando a eles uma sensação de traição”, explica o petista.
Os adversários teriam, então, tirado proveito dessa situação de “fragilidade” para bloquear as ações do governo no Congresso. Referindo-se ao ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha como “um homem obscuro”, Lula reafirma que “a destituição de Dilma foi um golpe de Estado”. “Contra Dilma, contra o PT e contra a ideia que eu me reapresente na eleição”, ressalta.

FOLHA PENDURA A GLOBO NA CORDA DO MARCELO! Será que a Dra Dodge lê a Folha no feriadão?


bessinha (1).jpg

Conversa Afiada já se perguntou se a Procuradora Geral, Dra Dodge e a Policia dita Federal souberam do que andaram dizendo da Globo Overseas na Justiça de Nova York.
A TV Afiada já ponderou que a Globo só vai se ferrar o exterior.
Mas, ainda assim, parece esquisito que a Dra Dodge, nesse feriadão não tome conhecimento do que o Sergio Rangel mostrou da Globo e de seu diretor todo-poderoso, Marcelo Campos Pinto: como funciona a máfia da propina, para o Galvão transmitir, sozinho, os jogos da seleção.
Marcelo Campos Pinto foi um dos principais personagens dos bastidores do futebol brasileiro nas duas últimas décadas. Em 1999, o advogado criou e moldou dentro da TV Globo o setor responsável pela compra dos direitos de transmissão dos principais eventos esportivos no Brasil e no mundo. A divisão rendeu bilhões de reais de lucro para a emissora, com o sucesso comercial das transmissões.
Como executivo, se transformou no principal pagador do esporte brasileiro e passou a ser reverenciado por cartolas e homens de negócios.
Em 2006, a emissora foi escolhida pela Fifa como a vencedora do leilão pelos direitos de transmissão para o Brasil das Copas do Mundo de 2010 e 2014, mesmo oferecendo US$ 100 milhões a menos que a Record.
Para ter sucesso, Campos Pinto contou com a ajuda de Ricardo Teixeira, então presidente da CBF, que integrava o Comitê Executivo da Fifa, órgão responsável pela decisão.

DELAÇÃO DE JOÃO SANTANA FOI UMA TRAMPA. GGN e DCM desmascaram o "Direito Penal de Curitiba"

bessinha (7).jpg
Do Luis Nassif, no GGN:

O caso João Santana e o advogado irmão do procurador

Na Lava Jato, a indústria da delação premiada consagrou um novo tipo de especialidade advocatícia, muito bem remunerada, tendo algumas características bastante específicas: o advogado vale tanto quanto pesam suas relações pessoais junto à força tarefa da Lava Jato.
Tudo isso se deveu à falta de regulação do instrumento, que acabou conferindo um poder excepcional ao juiz Sérgio Moro e aos procuradores, sem nenhuma contrapartida em accountability.
Aliás, a Lava Jato tem obrigado – meritoriamente – as empresas condenadas a aceitar regras de compliance. Mas a própria operação não passaria em nenhum teste de transparência.
Juiz e procuradores definem o que é relevante ou não na delação, para ter direito à redução de pena e de multa, à liberação de recursos bloqueados e até a fazer vista grossa a contas mantidas no exterior. E, qualquer tentativa de submeter esse poder a um mínimo de controle é tratada com alarido e como tentativa de atrapalhar a luta contra a corrupção.
De repente, advogados sem nenhuma experiência na área penal tornaram-se requisitados e pagos a preço de ouro. E sendo regiamente remunerados por acordos fechados com seus conhecidos da Lava Jato.

Peça 1 – o caso João Santana – Mônica Moura

LULA E DILMA AINDA ACREDITAM EM CONCILIAÇÃO? Dias: essa brandura cristã já deu errado...


bessinha (8).jpg

Conversa Afiada reproduz da Carta Capital a imperdível Rosa dos Ventos, de Maurício Dias:
Ao encerrar a caravana de sete dias de viagem por Minas Gerais, Lula desceu do palanque na capital do estado, Belo Horizonte, e deixou para trás uma bomba política para explodir dentro do PT, ao propor o perdão para os que apoiaram o golpe, o impeachment e destituíram a presidenta Dilma Rousseff.
Dilma, em viagem política pela Europa, enfrentou tranquilamente a pergunta feita a partir da proposta de Lula. Ela respondeu: “O Brasil precisa se reencontrar”. Na sequência da resposta, acrescentou que o PT não deve ter espírito vingativo nas próximas eleições.
Eleita democraticamente pelas urnas, ela, talvez com alguma ironia, reafirmou o remédio: “Perdoar a pessoa que bateu panela achando que estava salvando o Brasil, e que depois se deu conta de que não estava”.

ACREDITE: Reforma trabalhista será uma tragédia para os trabalhadores

Desde 11 de novembro, a maldita reforma trabalhista está em vigor no país.
De longe, o governo federal está legitimando uma das manobras mais torpes e lesivas aos direitos dos trabalhadores brasileiros. Não há nada parecido em nova breve história republicana.

A lei 13.467 altera mais de cem pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que, a rigor, fora criada como instrumento de proteção dos trabalhadores, tendo sua condição resguardada pela Constituição Federal de 1988.

Entretanto, o governo desconsiderou fator relevante promovendo mudanças, que na prática, tendem a precarizar substancialmente as relações laborais entre patrões e empregados (fragilizando sua representação) e a sucatear importantes direitos trabalhistas ampliados e conquistados com a participação efetiva dos sindicatos de trabalhadores.

Outro aspecto preocupante é a tentativa de amordaçamento de instituições que historicamente respaldam os trabalhadores, como Justiça do Trabalho, Ministério Público do Trabalho e as entidades sindicais em todos os níveis de representação.

Pontos centrais dessa reforma mostram uma série de falhas, que estão avaliadas por juristas como inconstitucionais. Mesmo empresários mostram-se apreensivos com a aplicação e seus resultados negativos.

O propalado "negociado sobre o legislado", que altera o artigo 611, incisos A e B, da CLT, significa um literal retrocesso, pois a maioria dos 18 mil sindicatos não estão preparados para este tipo de "approach" com as empresas. Além disso, esta prática explícita na reforma trabalhista fere o artigo 8º da Constitutição Federal, que diz: " o negociado prevalecer sobre o legislado requer a atuação incondicional do sindicato ".

Por sua vez, o "contrato intermitente", em que o trabalhador recebe apenas pelas horas trabalhadas, é como expô-lo às mesmas (des)regulações existentes em países do Sudeste Asiático, que ganham para absoluta subsistência. Ou seja, a proposta aqui é fazer milhares de trabalhadores receberem abaixo do índice do salário mínimo nacional, que hoje está em R$ 937. Não tem cabimento.

Outro ponto esdrúxulo apresentado tem a ver com "a justa causa por perda de habilitação", cuja alteração no artigo 482, letra 'm', da CLT, agora, indica "conduta dolosa do condutor", estando sujeito a demissão sumária. É algo sem sentido que um profissional do transporte seja lesado por simples multas de trânsito. As punições devem ocorrer diante dos enquadramentos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Baldy, “menino de ouro’ de Cachoeira, reforça Perillo no PSDB

BALDY
No relatório final da CPI do Cachoeira, aquela que derrubou o então senador Demóstenes Torres por suas ligações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, o deputado Alexandre Baldy, recém-nomeado Ministro das Cidades era citado como “menino de ouro” do contraventor, pelos favores que lhe prestaria como Secretário de Indústria e Comércio de Goiás.
O governador do Estado, o tucano Marconi Perillo, que disputa, em três semanas, o posto de presidente do PSDB esclareceu, na ocasião: ““Se Alexandre Baldy é o menino de ouro de Cachoeira eu não sei, mas o nosso é.”
Baldy era indiciado no relatório final da CPI, mas uma manobra na comissão o derrubou, substituindo-o por um papelucho de duas páginas que, claro, inocenta todos os amigos do bicheiro.
Mas o  “recuerdo” feito hoje pela Folha sobre o passado do  aliado de Rodrigo Maia guindado ao controle de grande parte dos repasses federais para as prefeituras deixa de lado o efeito que a nomeação de Baldy possa ter na disputa interna dos tucanos, se ele continua a ser “menino de  ouro” de Perillo, que  – a reportagem também não menciona – o elegeu pelo PSDB, partido do qual só saiu no ano passado.
Se for ainda “menino de ouro”, poderá ajudar o amigo e defensor a garimpar alguns preciosos votos na convenção do partido, no dia 9.

Afinal, Baldy passa a controlar os convênios entre a União e os municípios e o fluxo de recursos da Caixa Econômica Federal que podem ajudar nas eleições do ano que vem. POR FERNANDO BRITO

Folha chama Bolsonaro de petista enrustido e fãs se descontrolam


Apertem os cintos porque a Folha perdeu o rumo de vez. Segundo o jornalão paulistano, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ), na verdade, é um “petista” enrustido.

“Hoje com discurso liberal, Bolsonaro votou com PT em pautas econômicas”, cravou o jornal dos Frias.

A Folha afirma que Bolsonaro votou com o PT em temas econômicos durante o segundo mandato do governo Fernando Henrique Cardoso (1999-2002) e todo o governo Lula (2003-2010).

A publicação gerou revolta dos fãs do parlamentar, que passaram a atacar o Facebook do jornal com comentários ofensivos. Um mais exaltado falou em atear fogo nas bancas que vendem o jornal. 

Desde a semana passada, a Folha deu início ao processo de “deglutição” de Jair Bolsonaro para transformá-lo anti-Lula nas eleições de 2018. A publicação havia observado que o candidato do PSC “tenta incorporar a sua retórica alguns rudimentos do liberalismo e da responsabilidade orçamentária”.

No domingo (12), o jornalão também cravara que o “mercado” via Bolsonaro como “opção” contra Lula. Por “mercado” — que não tem CNPJ nem endereço físico — leia-se “Folha”.

Com a expectativa de vitória de Lula no primeiro turno, segundo o Vox Populi, a Folha ficou mais perdida que charuto na boca de banguela.http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=99156&po=s

Nova Pesquisa: Vox Populi mostra Lula com 42% vencendo no primeiro turno

Política

Corrida presidencial

CUT/Vox Populi: Lula tem 42%, Bolsonaro, 16%

por Sergio Lirio — publicado 17/11/2017 08h30, última modificação 16/11/2017 14h34
Na nova pesquisa, realizada no fim de outubro, o ex-presidente mantém a liderança folgada, enquanto o deputado firma-se no campo antipetista

inShare
Compartilhar 
CUT/Vox Populi: Lula tem 42%, Bolsonaro, 16%
Por enquanto, é Lula contra Bolsonaro

Apesar do recuo um pouco além da margem de erro de 2,2 pontos percentuais em relação à pesquisa de julho, o ex-presidente Lula continua a liderar com folga as intenções de votos para a presidência da República.

Segundo o levantamento CUT/Vox Populi, realizado entre 27 e 30 de outubro, o petista aparece com 42% das preferências em uma lista com dez presidenciáveis (havia alcançado 47% na enquete anterior). Em segundo lugar, em uma posição aparentemente consolidada, surge o deputado federal Jair Bolsonaro, cujo percentual variou de 13% para 16% entre julho e outubro. Os demais postulantes se engalfinham em um patamar abaixo de 8% de citações.

A pesquisa revela ainda que Lula tem atualmente a menor taxa de rejeição entre os nomes testados. São 39% aqueles que não votariam no ex-presidente. A repulsa a Bolsonaro chega a 60%. Os tucanos João Doria e Geraldo Alckmin têm os piores índices (72%, igualmente). O Sudeste é a região que mais rejeita o petista: 51% dos entrevistados se recusariam a votar nele se as eleições fossem hoje. No Nordeste, o percentual é de apenas 20%.

Diretor do instituto Vox Populi, Marcos Coimbra acredita que só uma nova rodada de pesquisa (a próxima está marcada para dezembro) irá permitir avaliar a tendência do eleitorado. O levantamento de julho, lembra o cientista político, foi realizado ainda sob o impacto da decisão do juiz Sergio Moro de condenar o ex-presidente a 9 anos e meio de cadeia pelo suposto recebimento de vantagens indevidas no apartamento tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo. Imóvel, ressalte-se, que nunca pertenceu ao petista. “Uma parte expressiva da sociedade considerou exagerada e persecutória a decisão do Moro e essa percepção pode, naquele momento, ter impulsionado o apoio a Lula”, avalia. http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=99140&po=s

Lula ao ‘Nocaute’: MP invade minha casa e não encontra nada, mas não investiga a Globo?


lulamorais
Reproduzo o vídeo, ao final do post, e a transcrição da primeira parte da entrevista feita ontem com Lula  e veiculada hoje por Fernando Morais em seu blog Nocaute. Imperdível.
Fernando Morais: Boa tarde, presidente Lula. É uma alegria estar aqui com o senhor. O presidente Lula nos deu a honra de ser o primeiro entrevistado aqui do estúdio, o nosso modesto estúdio do Nocaute. Vamos conversar um pouco sobre ele e sobre o Brasil. Antes, porém, eu queria que ele fizesse a gentileza de grudar ali do lado do Cassius Clay a nossa plaquinha.
Lula: Está inaugurado. Um pouco torto, mas está inaugurado.
Fernando Morais: Presidente, primeiro eu queria começar com as coisas mais suaves: caravana. O senhor tinha feito antes uma caravana para o Nordeste, mais demorada, que eu não pude ir. Mas eu fui na segunda, a de Minas Gerais e eu fiquei muito bem impressionado. Eu queria saber a sua impressão. Qual é o saldo que fica para o senhor dessas duas caravanas, que vão continuar semana que vem.
Lula: Primeiro eu pensei que você ia começar no dia dezesseis de novembro me perguntando da vitória do Corinthians ontem. Porque ontem o Corinthians antecipadamente se tornou pela sétima vez consecutiva campeão brasileiro, que não é pouca coisa. E como no Brasil nós temos duas coisas: um partido político é o PT e o resto é antipetista. E no futebol você tem o time de futebol que é o Corinthians, o resto é anticorintiano. Então, eu só posso estar feliz porque eu trabalho com muito palmeirense.
Fernando Morais: Você assustou na hora que o Fluminense fez o gol?

NINGUÉM LIGA PARA FHC, DIZ PESQUISA

Resultado de imagem para FHC E AECIOCom o PSDB cada vez mais desgastado pelo contínuo envolvimento de membros da cúpula da legenda em delações da Lava Jato e pelo apoio dado ao golpe que alçou Michel Temer ao poder, o eleitorado brasileiro quer distância de uma das principais lideranças tucanas: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que 70% dos brasileiros não dá valor algum às opiniões de FHC a respeito das crises política e econômica; outros 40% relataram que podem até deixar de votar em alguém apoiado pelo tucano; posições de FHC só repercutem dentro do próprio PSDB e junto a grande mídia. Continue...